DuPont participa na investigação do papel das fontes de origem vegetal na saúde cardiometabólica

MyPlate

A DuPont Nutrition & Health contribui com estudo em padrões dietéticos saudáveis para prevenção da doença cardiometabólica

20 de dezembro de 2017 - Globalmente, uma dieta pobre em nutrientes é reconhecida como responsável por aumentar o risco de doenças, enfraquecimento e morte. As dietas que reduzem o risco de desenvolvimento de doenças crônicas estão ganhando um foco maior em pesquisas e nas políticas de saúde pública.

A DuPont Nutrition & Health contribuiu com um artigo publicado recentemente na revista American Society for Nutrition's Current Developments in Nutrition. O artigo aparece na edição de novembro de 2017 da publicação e apresenta as últimas evidências que apoiam o papel das fontes de origem vegetal como parte de um padrão alimentar saudável para a saúde cardiometabólica. O artigo completo pode ser lido aqui.

O principal autor do artigo, Penny Kris-Etherton, Ph.D., anterior membro do Dietary Guidelines Advisory Committee, disse: "Hoje em dia as políticas de orientação alimentar, em muitos países, incluindo os EUA, estão se afastando de recomendações baseadas em nutrientes e se direcionando a recomendações baseadas em padrões alimentares. Enfatizando alimentos de origem vegetal, como frutas, vegetais, legumes, grãos integrais, nozes, sementes, produtos de soja e óleos vegetais, com base na forte evidência de apoio à saúde cardiometabólica que rodeia estas fontes."

“Quando se altera uma dieta para incluir mais fontes vegetais com o objetivo de melhorar a saúde, ainda pode incluir quantidades moderadas de produtos lácteos e outras fontes de proteína animal", disse Ratna Mukherjea, gerente técnica sênior da DuPont Nutrition & Health. "Na verdade, muitos países estão reconhecendo a importância de uma variedade de fontes de proteínas de alta qualidade, incluindo frutos do mar, carnes magras, aves, ovos, legumes, nozes, sementes e produtos de soja nas políticas de orientação alimentar".

Existe um entusiasmo na indústria de alimentos para fornecer alimentos que apoiem a saúde, atendendo às expectativas dos consumidores quanto ao sabor. Este artigo analisa as evidências disponíveis que demonstram que melhorar os padrões de consumo, para se alinhar com as orientações da dieta, deve ser o foco de nossos esforços, coletivamente.

As evidências sugerem que uma maior ingestão de alimentos de origem vegetal está associada a menor risco de doenças cardiometabólicas, enquanto que uma maior ingestão de carne aumenta o risco de doença cardiometabólica e a substituição de pequenas quantidades de proteína animal por proteína vegetal está associada a menor risco.

Os consumidores parecem estar tomando nota das recomendações alimentares enfatizando os alimentos de origem vegetal. Em seu estudo “Plant-Based Eating Trends”, publicado no início deste ano, a Health Focus International informou que 54% dos consumidores pesquisados globalmente indicaram que estavam reduzindo seu consumo de alimentos de origem animal e aumentando o consumo de alimentos de origem vegetal. A percepção dos consumidores de que os alimentos de origem vegetal são mais saudáveis do que os alimentos de origem animal, foi identificada no estudo como um dos principais impulsionadores desta mudança.

"A evidência apresentada neste artigo nos lembra que, em vez de se envolver em debates sobre se as dietas devem ser exclusivamente de origem vegetal ou se devem incluir proteínas animais, o foco deve ser o consumo de alimentos em quantidades recomendadas para apoiar a prevenção das doenças cardiometabólicas", disse Michael Flock, Ph.D., Clinical & Translational Sciences Institute, University of Pittsburgh.

Muitos alimentos disponíveis no mercado são compostos não apenas de uma única fonte de proteína, de origem vegetal ou animal, mas sim de uma mistura de proteínas. Combinar diferentes fontes pode permitir a criação de alimentos que são vantajosos a partir de uma composição de aminoácidos ou ponto de vista de digestibilidade. E os cientistas em alimentos aprenderam e apreciam que a formulação de um produto com uma mistura de proteínas pode levar a um melhor perfil de sabor.

A revisão foi realizada por pesquisadores que são membros do Dietary Guidelines Advisory Committee, seus parceiros e cientistas com a DuPont Nutrition & Health.

 

Sobre a DuPont Nutrition & Health

A DuPont Nutrition & Health combina um profundo conhecimento em alimentos e nutrição com investimento em pesquisa e ciência com o objetivo de entregar um valor inigualável às indústrias de alimentos, bebidas, farmacêuticas e suplementos alimentares. Desenvolve soluções inovadoras, baseadas no profundo conhecimento dos consumidores e em um amplo portfólio de produtos para ajudar seus clientes a transformar os desafios em oportunidades de negócios. Para mais informações www.food.dupont.com

Sobre a DowDuPont Specialty Products

A DowDuPont Specialty Products - uma divisão da DowDuPont (NYSE: DWDP) - é líder global em inovação com materiais, ingredientes e soluções baseadas em tecnologia, auxiliando na transformação de indústrias e da vida. Nossos funcionários aplicam seus conhecimentos científicos e sua diversa experiência para auxiliar nossos clientes no desenvolvimento das melhores ideias, oferecendo inovações essenciais para os mercados mais estratégicos, como o de eletrônicos, transportes, construção, saúde e bem-estar, alimentação e segurança do trabalho. A DowDuPont pretende transformar a divisão de Specialty Products em uma empresa independente e de capital aberto. Para mais informações, acesse www.dow-dupont.com.

 

#   #   #

20/12/17

O logotipo DuPont Oval, DuPont ™ e todos os produtos, a menos que indicado o contrário, identificados com™, ℠ ou ® são marcas comerciais ou marcas registradas da DuPont ou de suas afiliadas.